quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Baruch Spinoza (1632-1677)

Poucos filósofos dos tempos modernos foram tão humilhados e perseguidos por suas idéias como este homem. Spinoza foi o primeiro a aplicar o que chamamos de interpretação "histórico-crítica" da Bíblia. Spinoza contestava o fato de que cada palavra da bíblia fosse escrita por Deus. Ele dizia que quando lemos a Bíblia temos de ter em mente a época em que ela foi escrita. Esta leitura "crítica" nos permite reconhecer uma série de contradições entre os diferentes livros e evangelhos.

Para Spinoza, as doenças humanistas eram causadas pela tristeza, em uma diminuição da capacidade de agir, liberdade, de que deprivaria o corpo maior, de Deus, sendo furtado de alegria.

Um comentário:

Rodrigo Brower disse...

Os grandes pensadores nunca são compreendidos pelo seu tempo, é uma pena! Mas somos assim, ainda tão ignorantes..mas vamos caminhando..Ótimo 2010!